Bem Vindo ao Notícias Virtuais - 15 de Novembro de 2018 - São 16:42Horas

Geral

Bolsonarianos realizam carreata nesta segunda-feira em Sinop

SEGUNDO TURNO | 21/10/2018 11h 39min

Na próxima segunda-feira (22/10), será realizado uma carreata com adesivação de veículos em Sinop. O movimento está sendo organizado por apoiadores do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) que lidera as pesquisas para o segundo turno.

Segundo Ezequias Pereira, presidente do PSL, partido do presidenciável Jair Bolsonaro em Sinop, o manifesto contará com a presença dos eleitos Senadora Selma Arruda (mais votada no estado), do Deputado Federal mais votado do estado Nelson Barbudo, dos deputados estaduais eleitos e simpatizantes ao Bolsonaro.

“Milhares de sinopenses estão ansiosos, aguardando a possibilidade de manifestarem apoio ao Bolsonaro nesta reta final de campanha. Muitas pessoas querem se manifestar adesivando veículos, o que estaremos providenciando no dia da carreata”, afirmou Ezequias.

A carreata terá início as 17:00 horas, com saída no bairro São Cristóvão, próximo do Machado Super Center, com percurso por várias Avenidas e sendo finalizada na Avenida André Maggi ao lado do Machado Econômico, onde os manifestantes cantarão o Hino Nacional Brasileiro na capela e ato patriótico e democrático.

No primeiro turno Bolsonaro teve 70,72% dos votos em Sinop, chegando a 46.795 votos, contra 14,61%, equivalentes a 9.668 votos de Fernando Haddad. “Agora a tendência é de crescermos em todas as cidades de Mato Grosso e em especial em Sinop, pois estamos conquistando o apoio de eleitores de outros candidatos de primeiro turno. Voltamos à Sinop para agradecer nossa votação expressiva, reiterar nosso compromisso com a cidade junto ao Congresso Nacional e pedir que nos apoiem em relação ao Bolsonaro no segundo turno para levarmos de vez o Brasil ao lugar que ele merece, sem corrupção”, concluiu a Senadora Juiza Selma Arruda, senadora mais votada no estado e mais votada em Sinop, desbancando o candidato Nilson Leitão que já foi prefeito por dois mandatos.
 

Fonte:   Da assessoria/Redação

Fonte:   Da redação