Bem Vindo ao Notícias Virtuais - 15 de Novembro de 2018 - São 16:32Horas

Estado

Justiça condena rede de supermercados Comper e pode interditar lojas

Judiciário | 17/04/2018 22h 07min

A Justiça de Mato Grosso determinou que a rede de Supermercados Comper pague indenização de R$ 142 mil por danos morais coletivos. Filiais da rede deverão comprovar regularizações sanitárias, sob pena de interdição de setores como padaria e congelados. A decisão foi publicada no Diário de Justiça desta terça-feira (17).

A ação foi ajuizada em 2010 pelo Ministério Público Estadual (MPE) com o objetivo de proteger consumidores.

Segundo o processo, os supermercados localizados na Avenida Miguel Sutil, no Centro Político Administrativo e na Fernando Corrêa da Costa apresentaram irregularidades.

Relatório da Vigilância apontou não conformidades encontradas na área de panificação, rotisseria, restaurante, açougue, peixaria, refeitório de funcionários, vestiários/banheiros de funcionários, repouso de funcionários, depósito, câmaras frias, área de venda, casa de máquinas e resíduos.

Segundo destacado pelo Ministério Público na denúncia, o Comper vendia produtos congelados e reembalados sem informação quanto ao prazo de validade, em temperatura inadequada, sem controle e condições inadequadas de conservação. Peixes, embutidos e queijos também eram vendidos com data de validade vencida.

A regularização de todas as não-conformidades deve ser comprovada no prazo de 15 dias. Alguns dos supermercados citados mudaram de endereço desde 2010, mas os novos postos passarão por inspeção.

Outro lado

Gazeta Digital entrou em contato a assessoria de imprensa do Comper e aguarda um posicionamento da empresa que ficou de enviar uma nota sobre o caso até as 12h, o que ainda não ocorreu. 

 

Fonte:   Gazeta Digital - Arthur Santos da Silva