Bem Vindo ao Notícias Virtuais - 17 de Dezembro de 2018 - São 17:02Horas

Estado

Aprovados em concursos do Estado protestam em abertura de Caravana e exigem cronograma

Política | 16/04/2018 20h 44min

Aprovados nos concursos do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran), realizado em 2015, e para agente penitenciário, de 2016, levaram faixas e cartazes na manhã desta segunda-feira (16) para a abertura da Caravana da Transformação, em Cuiabá. Num protesto pacífico, os participantes cobraram do governador a nomeação dos aprovados, mas disseram que já não têm “segurança” nas promessas feitas por Pedro Taques (PSDB).

“Nós já solicitamos várias vezes [uma reunião], mas até o momento nada foi agendado. A gente não consegue sentir segurança nas falas do governador”, declarou a psicóloga Rita de Cacia Venâncio, que participava da manifestação e conversou com a reportagem do Olhar Direto.

A fala da psicóloga ocorreu depois que o governador chegou ao evento e parou para conversar com os manifestantes, solicitando à sua assessoria de imprensa que marcasse uma agenda com os aprovados nos concursos. Taques aproveitou o momento e posou para fotos ao lado dos cartazes.

“Precisamos muito de vocês, mas nós temos um trabalho no TSE, que nós estamos buscando um parecer para resolver isso. Eu preciso que vocês sejam nomeados, a vontade política é essa”, disse o governador, aos manifestantes.

Com relação ao concurso do Detran, o Governo afirma que conforme o cronograma de chamamento, dos 489 aprovados, 205 já foram nomeados. Das 160 nomeações previstas para o ano passado, 138 foram convocados, restando ainda 284 aprovados para serem chamados.

Em setembro de 2017, o Executivo anunciou a prorrogação do concurso, estendendo a convocação até 2019. A prorrogação foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) e prevê a vigência estendida por mais dois anos – a contar da data da publicação – para provimento dos cargos de Analista do Serviço de Trânsito, Agente do Serviço de Trânsito e Auxiliar do Serviço de Trânsito.

Já sobre o concurso para agentes penitenciários, o Governo alega que, por ser cadastro reserva, não há um número definido de vagas. De acordo com o Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado de Mato Grosso (Sindspen-MT), o sistema penitenciário conta atualmente com 2.960 servidores, entre agentes e setor administrativo.

O concurso, realizado no ano passado, teve mais de mil candidatos aprovados. As convocações deveriam ser realizadas de forma escalonada, a partir deste ano, mas até o momento ninguém foi chamada.

“O que a gente gostaria é que tivesse pelo menos um cronograma, que o governador nos desse alguma certeza se vai sair ou não as nomeações, quantos serão chamados. Ele prometeu que lançaria um cronograma, como fez com o pessoal da Seduc, mas até agora nada saiu”, criticou o advogado Sergio Luis Henrique de Almeida.

Fonte:   Olhar direto - Érika Oliveira