Bem Vindo ao Notícias Virtuais - 19 de Abril de 2018 - São 23:03Horas

Estado

Após denúncia de abandono de materiais didáticos, Seduc diz que livros serão reciclados

Cidades | 11/04/2018 21h 13min

Após denúncias de abandono de um grande número de livros didáticos na antiga Escola Estadual Dom Bosco, em Barra do Garças (a 521 km de Cuiabá), a Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) afirmou que todo o material será reciclado. A Seduc explicou que o local funcionava como depósito de materiais e que todos os livros que aparecem nas imagens foram retirados para a reforma necessária para a implantação de uma nova escola.

O vereador Gabriel Pereira Lopes, o Zé Gota, havia enviado ofício à Seduc nesta terça-feira (10) questionando o abandono dos livros, já que observou que alguns estariam em bom estado e outros ainda estariam lacrados no plástico.

Zé Gota ainda perguntou por quanto tempo o material estava naquela situação e se ele poderia ser resgatado e reutilizado em uma escola. A Seduc se manifestou por meio de nota dizendo que o material já teria ultrapassado o seu tempo de vida útil e será doado a uma empresa de reciclagem.

A Secretaria ainda explicou que a escola foi desativada em 2005 e desde então funcionava como depósito para as outras escolas do município. Com a reforma do local para a instalação da Escola Militar CB PM Vanilson Silva Carvalho os materiais armazenados tiveram que ser retirados.

Leia na íntegra:
 
Sobre o descarte de livros didáticos de Barra do Garças a Secretaria de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) esclarece que:
 
1 – A Escola Estadual Dom Bosco foi desativada em 2005, os quatro vigias da unidade foram mantidos, e o espaço transformado em depósito por todas as 19 escolas estaduais do município por 13 anos;
 
2 – No espaço se encontravam livros vencidos, materiais que eram utilizados para a reposição das 19 unidades estaduais e também de escolas municipais, carteiras e materiais inutilizados, entre outros materiais;
 
3 – Com a reforma da unidade para a instalação da Escola Militar CB PM Vanilson Silva Carvalho no Município foi necessário esvaziar o espaço e encaminhar os produtos para reciclagem ou doação;
 
4 – A Seduc informa ainda que a distribuição de livros didáticos às escolas de ensino fundamental e médio é realizada pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), que estabelece os critérios para o tempo de vida útil, uso e descarte dos exemplares;
 
5 – Segundo a instrução normativa nº 16\10 da Seduc, o tempo de vida útil de cada livro é de três anos, sendo que a escola ainda precisa armazenar o exemplar por mais dois anos, para então efetuar o descarte ou doação;
 
6 – A Secretaria ressalta que as obras podem ser doadas para empresas de reciclagem, sem retorno em espécie. E que neste caso, uma empresa foi contatada e já iniciou a retirada dos materiais armazenados no local.

Fonte:   Olhar direto - Vinicius Mendes

Enquete

Qual o melhor nome para Presidente do Brasil?

Bolsonaro

Lula

Aécio Neves

Ciro Gomes

Marina Silva

Michel Temer