Bem Vindo ao Notícias Virtuais - 19 de Abril de 2019 - São 13:04Horas

Estado

Advogada que deixou carreira para fazer bolos floridos está em Cuiabá

Cidades | 11/04/2018 20h 38min

Amélia Lino, uma advogada que largou tudo para fazer bolos decorados com flores e hoje viaja o Brasil todo para ensinar a técnica do Flower Cake, que ela é precursora no País, está em Cuiabá. Na capital mato-grossense, ela ministra cursos nesta quarta-feira (11) e também na sexta-feira e no sábado (13 e 14). O treinamento ocorre no Ateliê Dois Amores, Rua Presidente Rodrigues Alves, esquina com a Rua Estêvão de Mendonça, número 244 - bairro Quilombo das 9h às 19h.

Em uma determinada época, o marido, que é engenheiro, pediu demissão de uma grande construtura, onde ganhava um salário de R$ 20 mil para acompanhar a esposa. Passou quase 2 anos com ela organizando os cursos e as viagens. Depois, ele voltou à profissão antiga. A Amélia Lino começou a temporada de cursos de flower cake de 2018. No fim do ano foi para a Coréia, país onde fez um curso novo sobre a técnica.

Autodidata, Amélia aprendeu o Flower Cake depois de assistir vídeos na internet e já ensinou mais de 20 mil alunos a arte de florir os bolos. A técnica consiste na confecção de flores de creme de manteiga translúcido ou de chantili de leite em pó.  Ela chega a ministrar 18 cursos por mês e já percorreu quase todos os estados brasileiros. Em 2017 deu treinamento para 2.5 mil alunos. A aula é 100% participativa, e todos já saem sabendo fazer flor. São oito horas intensas de teoria e prática ao mesmo tempo.

O público é bem variado e inclui confeiteiros querendo dar um up na produção a donas de casa e mães que querem decorar o bolo de aniversário dos filhos, desempregados. Ela já ensinou a arte do Flower Cake até para médicos e engenheiras. Há também aqueles que procuram o curso como forma de distração. 

Com tanta demanda, ela buscou se qualificar ainda mais. Já fez curso na Espanha, e em 2017 passou uma temporada na Coréia para conferir as novidades e apresentá-las para os seus alunos brasileiros. Amélia Lino é advogada e trabalhou muitos anos na área. Começou a fazer bolos profissionalmente quando foi morar em uma cidade do interior do Pará em 2015, para acompanhar o marido. Fazer bolo foi uma forma de se distrair, mas de repente virou uma oportunidade de um novo negócio.

As rosas, mini rosas, hortênsias, dálias, folhas, mini botões, orquídeas, peônias e ranúnculos despertam uma admiração de quem olha o bolo por serem parecidas com obras de arte.  Aqui no Brasil já conquistou o público. (Com informações da assessoria)

Serviço: Os interessados no curso devem fazer suas inscrições por telefone: +55 (31) 9246-2400

 

Fonte:   Gazeta Digital