Bem Vindo ao Notícias Virtuais - 21 de Maio de 2018 - São 02:52Horas

Cidades

Endemias faz pesquisa para identificar insetos transmissores da leishmaniose

Saúde | 18/04/2018 20h 27min

As equipes do Centro de Endemias, da Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com o Escritório Regional de Saúde, estão realizando pesquisa entomológica, para identificação de flebotomíneos transmissor da leishmaniose.

O trabalho é realizado no bairro Jardim Veneza, com a instalação de armadilhas para capturar e identificar possíveis espécies transmissoras da doença.

A ação começou nessa segunda-feira (16) e será finalizada nesta quarta-feira (18), no bairro Veneza.

Segundo a coordenação do Centro de Endemias, o bairro foi escolhido por ter ocorrido ali um caso da doença este ano e por ter em seu entorno reserva natural, que é um habitat propicio as espécies relacionadas.

Flebotomíneos - são insetos pequenos, de cor amarelada e pertencem à ordem Díptera, mesmo grupo das moscas, mosquitos, borrachudos e maruins; apresentam um par de asas e um par de pequenas estruturas, chamados de halteres ou balancins, responsáveis pela estabilidade do voo e o zumbido característico dos dípteros.

No Brasil, esses insetos podem ser conhecidos por diferentes nomes de acordo com sua ocorrência geográfica, como tatuquira, mosquito palha, asa dura, asa branca, cangalhinha, birigui, anjinho, entre outros.

 

Fonte:   Da assessoria

Enquete

Qual o melhor nome para Presidente do Brasil?

Bolsonaro

Lula

Aécio Neves

Ciro Gomes

Marina Silva

Michel Temer